TECNOBLOG

Comunidade de Negócios

08.04.2015.
Facebooktwittergoogle_pluslinkedinFacebooktwittergoogle_pluslinkedin
Comunidade de Negócios

Como logo-castelocomunidade, queremos criar uma nova economia feita de  empresas éticas, humanas e prósperas. E dedicada ao cultivo de metariqueza, eis o desafio!

Queremos outro tipo de capitalismo! O tradicional, desenvolvido ao longo do século XX, foi tomado por extrema cobiça e seu propósito principal é a maximização do retorno sobre os investimentos. Limitou-se, com isso, a suprir apenas demandas de bem-estar físico e material, deixando o ser humano restrito às suas necessidades inferiores. O modelo se esgotou e as novas gerações não querem fazer parte dessa história. Descobriram que existem necessidades superiores àquelas ligadas apenas à carência: as emocionais, como a ternura e o afeto; as espirituais, em particular a busca de significado e os sentimentos de compaixão e amor incondicional.a constantemente para oferecer um ambiente ímpar e motivador para os seus colaboradores, ao tempo em que também oferece as melhores soluções de lubrificação industrial aos seus clientes.

A nova economia parte de outra premissa: se alguém satisfaz necessidades superiores, o impulso para satisfazer necessidades inferiores acaba diminuindo. Essa é a libertação que todo o ser humano tem de experimentar.

Quando pensamos em desejos ou necessidades superiores, estamos mais voltados à expansão de consciência do que preocupados com a mera sobrevivência, ou seja, vivenciamos algo que nos impulsiona mais do que nos aprisiona, mais consciente do que instintivo.

As comunidades regionais que compõem a Comunidade Metanoica comungam da mesma busca, do mesmo desafio: construir uma comunidade de negócios em que haja consenso sobre os significados, os valores, as condutas, as estratégias e as metodologias.

Enquanto o velho capitalismo é a economia do bem-estar físico e da acumulacão pecuniária, o novo capitalismo é a do bem-estar integral, que inclui, além do material outros capitais, como o emocional e o espiritual. Um novo “caput”, uma outra cabeça, uma nova consciência.

Um capitalismo consciente.

Roberto Adami Tranjan

Author: